Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Desenhar com... Celeste Vaz Ferreira - 18 Nov 2017

No sábado foi mais um "Desenhar com" no Museu Arqueológico do Carmo.
Desta vez foi a Celeste Vaz Ferreira a falar do seu percurso, gostos e a desafiar-nos a preencher uma dupla página com um diário de viagem, imaginarmos que tínhamos vindo ao Museu pela primeira vez e registar o que 'sentimos' no local. E este foi o meu registo. Desenhei o que mais gosto de ver naquele lugar.
E o que mais gosto naquele museu? As colunas e arcos 'desfeitos", a espada de bronze, as transparências no chão (sim, tinha de meter os pés visto que gosto muito de olhar para o que existe no chão) e um pormenor no túmulo de D. Fernando I :--)
Vamos lá ver se é desta que começo a escrevinhar nos diários, coisa que não costumo fazer.


Vila Flamiano II, Lisboa Oriental

Vila Flamiano, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017
Vila Flamiano, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017
Vila Flamiano, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017

Vila Flamiano e antiga Fábrica Têxtil, Lisboa Oriental


Vila Flamiano e antiga fábrica têxtil, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017.
Vila Flamiano e antiga fábrica têxtil, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017.
Vila Flamiano, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 29 out. 2017.

Paço de Arcos


Desafio 83 - zapping "O último apaga a luz"


Para responder ao desafio deste mês, fiquei a ver o debate "O último apaga a luz" na RTP3, na sexta-feira à noite. Não tenho paciência para debates "desportivos" e prefiro ver os generalistas como o "Eixo do Mal" ou "Governo sombra".
Para o desenho o mais interessante são as expressões e a linguagem corporal que os comentadores transmitem. Tirei o som para perceber melhor essas posturas e todo o foco foi nesse aspecto.
Gostei do cenário muito colorido e assim deixei os personagens na linha. 
Experimentem também. Um bom exercício para treinar.

Passageiros




Desenhar com...Celeste Vaz Ferreira

Um bom desafio no Museu do Carmo depois de uma apresentação inspiradora!

domingo, 19 de novembro de 2017

10º aniversário dos USk no Bombarral e no mundo


Já passaram dez anos desde que os Urban Sketchers (USk) andam aí! Para celebrar a ocasião, organizou-se um sketchwalk mundial, com mais de cem grupos regionais dos USk a desenhar durante o 11 de Novembro. Muitos dos desenhos e imagens partilhados nas redes sociais com #USkGlobal24hrSketchwalk foram novamente publicados na conta Instagram dos USk por uma dedicada equipa de voluntários.

Os Oeste Sketchers fizeram do Bombarral o seu local para a celebração global. Não podia ter sido mais bem escolhida! Os desenhadores andaram entre os belos azulejos da estação de comboios e pela peculiar casa Abel Pereira da Fonseca durante a manhã.



A coisa deu para o oficial por um instante, quando os desenhadores foram recebidos pelo Presidente da Câmara no salão nobre da Câmara Municipal. A informalidade regressou depressa, quando começou o churrasco nos serenos jardins da Câmara. Seguiu-se fartura de febras, medronho caseiro e encontros invulgares.

Uma quadra de Americanos descalços veio ter aos jardins, trazida pelo próprio Presidente. Estavam de passagem durante um passeio pelo país depois de um festival Steemit na capital. A Sara, a Shellie, o Quinn e o Lucca vêm da comunidade Garden of Eden no Texas e são gurus Steemit, vivendo de forma simples, sustentável e em comunidade, enquanto fervilham no mundo das cripto-moedas.


A descer para São Bento

Porto, Rua do Cativo e Rua Chã.

Museu do Carmo



Perdido

Em cenários de desolação como este, em que tudo está destruido,  abandonado e ainda a deitar fumo, impressiona ver que os animais ficam, andam às voltas, parecem tentar perceber o que se está a passar  e esperar que alguém lhes venha dar, como dantes, água e comida e , talvez, uma festa na cabeça!


(Na galeria  Não Vamos Esquecer do Publico on line já há 31 desenhos . Obrigada a todos. 
Se tiverem mais desenhos, por favor continuem a enviar-lhes . Ver AQUI como fazer)

O Parque Bensaúde em Benfica

Só agora houve oportunidade para dar cor a este registo situado junto á Estrada de Benfica.

O edifício junto á Esplanada.

sábado, 18 de novembro de 2017

José Afonso - Francisco Fanhais

30 anos de José Afonso em concerto com Francisco Fanhais (e outros).
Um espectáculo único, lindo e comovente, que nos fez recordar passados e sonhar futuros.

Vamos desenhar com... Celeste Vaz Ferreira


Agradeço a todos os que hoje assistiram à minha oficina. Foi uma manhã de partilha muito gratificante.
 
As fotos do grupo que conseguiu ficar até ao final. 



O desenho do desafio: Uma dupla página de um caderno de viagem onde se registava a nossa visita ao MAC.

Concerto evocativo do Lançamento da 1º Pedra

Este ano comemoram-se os 300 anos do início da construção do Convento de Mafra. Houve vários festejos e atividades que culminaram ontem dia 17 com um concerto a evocar o lançamento da 1ª pedra na construção da Basílica. Foi um concerto memorável com os seis orgãos a tocarem em conjunto com o coro Voces Caelestes um programa do sec. XVIII escrito na altura para serem tocados aqui.

E se no primeiro desenho o concerto ainda não tinha começado. Fui-me perdendo nas linhas enquanto era feita a apresentação do programa e os últimos se sentavam. O segundo desenho, feito depois do início do concerto, deixa transparecer uma sensação de elevação. E não fiz mais nada. Deixei-me estar ali a ouvir retendo aquela sensação de leveza.



Desenhar Campo de Ourique


Líbia

Este é o meu post nº 200 ! Resolvi ir buscar um desenho antigo feito na Líbia em 2008 quando ainda não tinha havido a revolução. Foi feito em Lepcis Magna, uma grande cidade romana à beira do Mediterrâneo, em África.O mercado é extraordinário com as bancas de venda e os porticos ainda quase completos. Em território italiano não ha ruinas do passado que se comparem a estas. Esta pedra em primeiro plano está gasta das cordas que prendiam os baldes de tirar água dum poço, é um reaproveitamento. Todas as bancas de venda como esta tinham os suportes em forma de perna e pata de animal. A Líbia merece uma visita logo que a situação politica melhore.
Leonor Janeiro

Compostelailustrada

Los claustros del Hostal de los Reis Católicos en Santiago de Compostela. Workshop orientado por Miguelangel Prado. 

Azenha de Santa Cruz

No último fim de semana de Setembro, fomos passá-lo em Torres Vedras ( (a) riscar o Património ), e aproveitámos para fazer um registo desta bela Azenha.

A azenha da praia de Santa Cruz.