Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Desenhar Campo de Ourique


Um pouco de cromaterapia




10X10 Lisboa

A formação 10X10 Lisbon avança a passos largos.
No dia 2018-05-09, a convite do José Louro (obrigado Zé), vou estar nas Escadinhas de S Miguel, em Alfama, para um workshop com o tema FRAME VERTICALLY. O programa está aqui: https://drive.google.com/file/d/1DgL_D4PAgThm4Z4vC0j7_ePUaFvCA251/view
As composições ao alto não são exactamente a minha especialidade mas já fiz um caderno de propósito para isso e agora ando a treinar...
#urbansketchers #uskp

Acrescento

Enquanto esperava o workshop "step by step" reparei neste acrescento clandestino feito num edificio pombalino. Provávelmente dos finais do século XIX principios de XX, não deixa de ter o seu encanto pelo insólito. A chapa de zinco canela cor verde produz um movimento atrevido no skyline deste bocadinho de cidade.
Leonor Janeiro

Junto à Praia de Paço de Arcos


Praia do Barranco das Canas

Jardim do Torel - Miradouro


Aproveito estes dias de sol ao almoço para desenhar no Jardim do Torel. Um espaço muito agradável e calmo. Aproveitei para fazer um desenho com a vista para o lago maior (praia no verão) e para a encosta que desce à Avenida da Liberdade em Lisboa. Três pausas de almoço depois, consegui terminar o desenho de uma das mais belas varandas sobre a cidade. Isto também a piscar o olho ao desafio deste mês "Varandas".

Praia Nova de Paço de Arcos (Paredão)

Em manhã de autêntico verão, fomos apanhar sol na esplanada da praia, e registei a paisagem.

A parede do Isaltino.

O próximo workshop 10x10


Divulgo hoje o meu próximo workshop integrado nas celebrações dos 10 anos dos Urban Sketchers:

 YOUR HANDS, YOUR SKETCHBOOK AND THE WORLD IS SCALED!

A TUA MÃO, O TEU CADERNO E O MUNDO FICA DIMENSIONADO!

No 25 de Abril vamos celebrar a liberdade de trazer para os nossos cadernos o mundo que vemos!
Como é que o desenho de uma simples mão nos apazigua o espirito e nos localiza na cena, relacionando-nos com o que vemos? Com o formador Luís Frasco, através de pequenas dicas iremos aprender a simplificar o registo em desenho, selecionando o que representamos e o modo de o fazer. Vamos trabalhar o tema da profundidade no desenho da cidade, a importância do enquadramento e da composição da página.
Esta vai ser a oitava aula do curso anual de Urban Sketchers 10×10 Lisbon. Junta-te a nós na quarta-feira, 25 de Abril pelas 18:00 na Praça do Município, em Lisboa.

Contacto para inscrições:
education@urbansketchers.org

Preços e o programa completo aqui:
http://drive.google.com/file/d/1DgL_D4PAgThm4Z4vC0j7_ePUaFvCA251/view

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Conheço-a de ginjeira

No Hospital Júlio de Matos há uma ginjeira que está agora em flor. Linda !!!
Vou tentando mas é impossível trazer para o caderno a beleza e a leveza  daquelas flores.

10 x 10 Lisboa


Step by step o programa 10x10 Lisboa ganha velocidade. Hoje foi a vez da oficina do Pedro Loureiro na Calçada do Duque.

Seixal


3 AEROPORTOS


Lisboa, Dublin e Luton.

LaBaq no Vic//Aveiro Arts House

Um bonito concerto da Brasileira LaBaq que anda na sua tourné por Portugal. Teve lugar num lugar emblemático em Aveiro, a sala de cinema privada da casa do artista multifacetado Vasco Branco. A casa onde viveu o cineasta, pintor e ceramista aveirense, é hoje a Vic//Aveiro Arts House, foi transformada pelo seu neto Hugo Branco, num museu vivo que não deixa esquecer toda a sua dedicação às artes. É uma guesthouse, um museu, residência artística e local de concertos e outros eventos ligado às artes. O seu nome artístico Vic, tem uma origem curiosa, mas só quem lá vai para conhecer fica a saber ;)



Na "Sabóia", Monte Estoril

No primeiro dia do mês de Abril, domingo de Páscoa, fomos almoçar à Saboia, e depois ficámos por lá a desenhar.
Objetos na mesa.

Vista da esplanada da Sabóia.

terça-feira, 17 de abril de 2018

American Museum of Natural History

Neste   maravilhoso e infindável mundo atrevi-me a  fazer alguns desenhos que partilho convosco, nas três   majestosas salas que para mim têm  maior magia : a dos Mamíferos Africanos, a da Vida nos Oceanos, e a dos Dinossauros Saurísquios.



DEVONSHIRE ROAD, CAMBRIDGE


Pequeno almoço na Confeitaria Lisboa

Tenho visto coisas fantásticas desenhadas apenas com canetas Bic. Com paciência, utilizando-as quase como se fossem um lápis de grafite, consegue-se uma infinidade de valores. Aqui apenas explorei um pouco este potencial.


Drink & Draw Benfica está de volta


Amanhã, às 19, lá estarmos no Baldaya. Como o tempo vai estar de primavera, suspeito que os sketchers vão todos para o jardim..

Fotografia de Ricardo Massena

Os doces de Tavira


Festival Terras sem Sombra em Mértola

No passado fim-de-semana o Festival Terras Sem Sombra esteve em Mértola sob o tema "Aos quatro Ventos: Palimpsestos da Europa Central".
No sábado o espectáculo foi na Igreja Matriz de Mértola. Desenhado praticamente às escuras mas com as colunas sempre presentes (ou não fosse esta igreja a antiga mesquita do século XII). 




Av. EUA

Como quem desce para Entrecampos...

Enchi-me de coragem e desenhei sem medos esta perspectiva que me atormentava há algum tempo.
Uma Avenida a descer, outra a subir, uma rotunda, carros, prédios e sei lá mais o quê...
No fim, tirando algumas trapalhadas parece-me que o local ficou reconhecível e eu satisfeito com o desenho do dia de hoje!


Vamos desenhar Óbidos - Encontro USkP

Encontro USkP em Óbidos (dia 28 de Abril. Ponto de encontro no Largo do Pelourinho às 10h30 até às 17h) integrado no Festival Latitudes para o qual fomos convidados e onde, além do Encontro e de uma Exposição, temos as seguintes iniciativas:

SÁBADO 28 ABRIL
12h00 Conferência “Tempos e espaços da viagem no espaço heterotópico do caderno”
Por Marco António Costa
Local: Casa José Saramago

DOMINGO 29 ABRIL
10h30-12h30 Workshop “Composição Poética”
Por Bruno Vieira
Local: Livraria da Adega, Espaço Ó
16h30 Conferência “Viagem pela América Latina”
Por Eduardo Salavisa
Local: Casa José Saramago

Ver toda a programação do Festival aqui.


Encontro USKP em Monção

mais alguns desenhos aqui

Cascais - Farol da Guia

O Farol da Guia.

Pesqueiro do Pisão




A pescaria não foi afortunada, mas para mim foi uma tarde bem passada. O dia foi de excelência, com sol radiante e pouco vento. Perto do miradouro do Pisão existe uma zona de pesqueiro com vista para a praia Pequena de Água d'Alto. Dava para perceber as pessoas na praia. Fazer este desenho fez- me descobrir na encosta, sobre as rochas, uma casa camuflada pela vegetação, ali mesmo junto ao mar. Nunca me tinha apercebido da sua existência.

(Caneta caligráfica, lápis de cor, aguarela, carimbo e grafite)                                                                                       «in situ»

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Benjamim

Hoje a cidade de Torres Vedras ficou mais pobre, tendo perdido uma personalidade marcante da sua identidade - Benjamim.

Quem o queria encontrar, bastava ir à Rua 9 de Abril e lá estava ele, com os seus pombos, o seu "xaile", a sua telefonia e o seu trolley. Aquela rua era sua casa e sem ele nunca mais será a mesma...e nós também não. Descansa em paz Benjamim.



Desenhar sem queimar o jantar


Concerto Nº5 Beethoven

Na FCG, com Yefim Bronfman e Lorenzo Viotti
(A.&M. será o D.?)

Caderno de Caminha

O ano passado, a Escola Secundária e a Biblioteca Municipal, convidaram-me para uma espécie de residência em Caminha. Para desenhar a vila e falar e desenhar com os alunos da escola. Este tipo de convite é o melhor que me podem fazer (e penso que a qualquer desenhador). Durante uns dias andei pela vila, a observar, falar com pessoas e, claro, desenhar. O resultado vai sair agora em livro: O "Caderno de Caminha". Tem 70 desenhos, um texto meu, um excelente do bibliotecário da escola, Paulo Torres Bento, sobre a representação de Caminha ao longo dos tempos e ainda outro, também muito bom, do Presidente da Câmara. Em pequeno formato, semelhante ao original.



Vistas do Largo do Terreiro a partir do terraço da Torre foi Relógio. O segundo desenho escolhi-o para a capa

sketchbook therapy




Este meu último caderno é pequeno em todos os sentidos. É minúsculo no tamanho, não demora a ver e tem pouca história. Espero pelos vossos comentários :)

https://sketchbooktherapy.wordpress.com/2018/03/31/hummingbird-redux/




Vamos desenhar... no Museu do Carmo!


Assim terminou no sábado passado a minha oficina no Museu Arqueológico do Carmo. O sol voltou depois de uns dias de chuva e pude avançar com o desafio de desenhar o Largo do Carmo de Abril de 1974 e Abril de 2018. Levei impressões de fotos da Revolução dos Cravos para recortar e colar. No Largo dos turistas, procurámos reconhecer as fachadas de 1974 no Carmo de hoje. E soube muito bem desenhar com este grupo fantástico. Obrigado a todos os que participaram e me proporcionaram momentos memoráveis e de muita alegria.